Domingo, 9 de agosto de 2020

Vídeos / Matérias

Evangélica agride homem homossexual, destrói guichê e diz ser profeta de Deus

29 Jun 2020 - 14:28 - Duração: 00:03:39

Em um vídeo que circula pelas redes sociais, uma mulher agride um rapaz homossexual na rodoviária de Lucas do Rio Verde (354 km de Cuiabá), dizendo ser profeta de Deus. As agressões, que foram registradas por funcionários neste domingo (28), teriam começado porque ela não queria obedecer as regras de distanciamento social.

Veja também: 

LIVE: Dr. Marcos Harter fala sobre o atual protocolo da pandemia, expectativas econômicas e mais.



Segundo informações de testemunhas, a mulher foi ao local comprar uma passagem de ônibus, mas não teria aceitado ficar na fila e respeitar a distância mínima entre as pessoas, exigida como prevenção ao coronavírus. Quando o funcionário a alertou sobre as medidas de segurança, a mulher começou a ofender e agredir o rapaz.

Nas imagens é possível ver a mulher batendo no jovem, dando tapas e jogando um pedaço de madeira em direção a ele, além de ameaçá-lo. "Me mata, se você não me matar, você vai morrer", disse ela.
 
Totalmente transtornada e violenta, enquanto batia no rapaz - que não reagiu às agressões -  a mulher dizia ser serva de Deus e que ele iria para o inferno por ser homessexual. "Você sabia que veado vai para o inferno?"[...] Eu tenho nojo de veado", gritou a mulher.

A polícia foi acionada para conter a mulher. De acordo com a família da agressora, ela sofre de transtornos mentais e faz uso de medicamentos controlados. Segundo informou a família, ela teria saído de um hospital sem ser vista, e se deslocou para a rodoviária. Depois do registro do boletim de ocorrência, ela foi contida pelo Corpo de Bombeiros para ser levada de volta à unidade hospitalar.
Por Iury Lupaudi e Maísa Martinelli



 
 
Sitevip Internet