Quinta-feira, 2 de julho de 2020

Notícias / Cidades

Acompanhamento remoto é uma das alternativas do HMC para manter atendimento psicológico durante pandemia

A modalidade prioriza pacientes e país/responsáveis pertencentes aos grupos de risco

24 Jun 2020 - 15:55

19 News

Acompanhamento remoto é uma das alternativas do HMC para manter atendimento psicológico durante pandemia

Foto: Luiz Alves

Pacientes do ambulatório de psicologia do Hospital Municipal de Cuiabá - HMC, Dr. Leony Palma de Carvalho contam com acompanhamento remoto como alternativa de atendimento humanizado durante a pandemia de Covid-19.

A Iniciativa inovadora, que não anulou a modalidade presencial está sendo aplicada desde março em virtude da quarentena e prioriza pertencentes aos grupos de risco, inclusive país e ou responsáveis. 

“Os procedimentos ambulatoriais sofreram alterações para evitar aglomerações nos hospitais. Diante disso, o prefeito Emanuel Pinheiro solicitou alternativas para melhorar e dar continuidade no acolhimento humanizado dentro e fora de nossas unidades. Assim, nasceu o atendimento remoto para mantermos o vínculo clínico dos psicólogos com os pacientes, principalmente nesse momento em que alguns deles podem apresentar dificuldades em comparecer na modalidade presencial”, explicou Célio Rodrigues, diretor administrativo da Empresa Cuiabana de Saúde Pública – ECSP que administra o HMC.

Por se tratarem de atendimentos que variam entre sessões semanais, quinzenais e mensais, a nova modalidade acolhe em média 50 pacientes/mês, subdivididos entre adultos, adolescentes e infantis. Esta última conta com média de 20 contemplados.

A psicóloga Telma de Alencar Mendes, que é responsável pela área infantil no HMC, revela que a modalidade tem se mostrado eficaz e possui grande aceitação. “Essa forma de suporte nos permitiu manter o vinculo psicológico com o paciente, observar a evolução dos casos, e orientar os pais sobre quaisquer intercorrências estabelecendo estratégias de enfrentamentos para cada uma. Tudo isso, no conforto de seus lares e não prejudicando o presencial – o que tem recebido índice de satisfação entre os contemplados”, enfatizou.  

Sueli Alves Batista de 42 anos, que faz o acompanhamento do filho há seis meses no HMC, endossou a satisfação. “O atendimento remoto tem sido tão eficaz quando o presencial. Meu filho está super feliz e está aceitando super bem. E para mim enquanto mãe é um conforto a mais, pois tenho a psicóloga dele a disposição para me atender seja no hospital ou em minha casa. Parabenizo a iniciativa da gestão que, sobretudo, está nos protegendo nesse momento em que o coronavírus está assustando todos nós”, finalizou.  

 Por assessoria/ Oziane Rodrigues

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet