Quinta-feira, 16 de julho de 2020

Notícias / Política MT

Pinheiro diz que vai processar Mendes por ter propagado mentiras sobre a Prefeitura

Emanuel diz que Mendes propagou “mentiras, leviandades e irresponsabilidades” contra a Prefeitura de Cuiabá

29 Mai 2020 - 14:20

Redação 19 News

Pinheiro diz que vai processar Mendes por ter propagado mentiras sobre a Prefeitura

Foto: Sicom

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, afirmou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (29), que vai entrar com ação contra o governador do estado, Mauro Mendes,  por supostas “mentiras, leviandades e irresponsabilidades” que ele teria disseminado contra a Prefeitura de Cuiabá.

Durante a  coletiva, feita por videoconferência, Pinheiro disse que Mendes deverá provar tudo o que tem propagado contra o governo municipal. “O senhor está gerando pânico em cima de um fato inexistente, mentindo para a população com o único intuito de me prejudicar, de me atingir eleitoralmente, com uma eleição que nem estou interessado em discutir. Infelizmente, como ele tá passou todos os limites, vai responder no rigor da lei. Se o que ele diz, que eu sei que é mentira, mas ele disse que é verdade, então ele vai provar, porque vou representá-lo por contravenção penal e, se couber, enquadrá-lo também na lei de segurança nacional”,  pontuou Pinheiro.

O prefeito questionou “como pode ter fechado leitos da Covid-19, se não abriu novos leitos”, como foi dito pelo governador.

“Eu estou vendo você e seus secretários, aí, se movimentando com o jogo ensaiado, aqui e acolá, tentando vender uma mentira, criar um factóide para a população, tentando dizer que a Prefeitura fechou leitos, depois fala que não abriu leitos. Vocês nem se entendem. Vocês dizem que não abri nenhum leito e no outro dia fala que eu fechei leitos. Ué! Se eu não abri, como é que eu vou fechar?”, argumentou.

O prefeito ainda ressaltou que, se preciso, vai retomar diálogo com o governador, afirmando que, apesar do desentendimento,  o mais importante é o bem da população. “Eu faço o que for necessário, até sentar com o governador para conversar, se a população quiser. Até porque, ele não precisa gostar de mim. Nós temos que cuidar da cidade e do Estado. Cuiabá e Mato Grosso é preciso que haja um diálogo, pelo menos institucional, de alto nível, entre o governador do Estado e o prefeito da Capital”, pontuou.

Na última quarta-feira (27), Mauro Mendes acionou a Prefeitura de Cuiabá, alegando ter impedido a fiscalização estadual de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no HMC, no Hospital São Benedito e no antigo Pronto-Socorro de Cuiabá. 

Nesta sexta-feira (29), o governo fez uma denúncia junto à Procuradoria-geral da República (PGR), por ter recebido R$ 41,4 milhões do Governo Federal para combate à Covid-19 e, de acordo com Mendes, não ter investido em leitos para tratamento da doença.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet